Nova Europa é uma cidade paulista com cerca de 10 mil habitantes que vive basicamente do cultivo da cana para posterior transformação em álcool combustível e açúcar.
Apesar de sua origem européia, principalmente da Áustria, hoje sua população é formada principalmente de novos imigrantes de todos os estados brasileiros que vieram para o trabalho na lavoura, que acabaram ficando, e trazendo suas famílias.
É uma população jovem e que tem aspirado por trabalho mais nobre e mais rentável.
Nova Europa tem visto as suas visinhas despontarem econômica e comercialmente e assim, tem sido fornecedora de mão de obra jovem para o comércio e a indústria da região, fazendo com o seu crescimento vegetativo seja relativamente pequeno.
A cidade de Gavião Peixoto vem se destacando com a presença de importantes fábricas de tecnologia aeronautica; Tabatinga tem se despontando significativamente na produção de bichos de pelúcia e enchovais para crianças; Ibitinga já há muitos anos, é a capital do bordado artesanal e dos enchovais para recém casados; Jaú é a capital do calçado feminino; Borborema tem crescido por conta do turismo voltado para a pesca e o laser ribeirinho às margens do já despoluído Rio Tietê; só para citar algumas cidades da nossa região.
Nuvem de tags: administração-pública-governo-municipal-habitantes-zona-rural-economia-urbana-interior-paulista-água-tratada-coreto-praça-câmara-vereador-fazenda-itaquerê-população-demográfica-novaeuropense-taxa-iptu-lei-orgânica-expediente-prefeitura-verbas-educação-culturais-núcleos-coloniais-1907-igreja-terras-ferrovia-jogador-Ney-posto-saúde-comércio-local
   
 Nova Europa
 Araraquara
 Feira de Profissões
 Profissionais Liberais
 Artigos
 Jornais e Revistas
 Fale Conosco
 Mapa do Sítio
 Caminho Suave
 Colaboradores
coeducar-em-graficos
Cache Em Araraquara .com.br
Sítio da Semana
site-da-semana
Fotos curiosas da Internet

grafico-do-dolar-em-relacao-ao-real
Palavra do Dia


O que é um fusível

fusivel-de-vidro

Os fusíveis são pecinhas usadas nas instalações elétricas para proteger os aparelhos e as máquinas. Além de sua apresentação em vários modelos, os fusíveis são identificados pelos seus valores em Ampéres. Assim, um fusível de 5 Ampéres (5A) é para proteger um aparelho mais potente que um fusível de 1A.

Seu funcionamento é semelhante a de uma válvula de proteção de uma panela-de-pressão, só que seu acionamento se dá pelo excesso da corrente elétrica e assim como nas panelas-de-pressão, depois de ser acionado um fusível tem que ser substituídos por outro para que o circuito volte a funcionar.

fusivel-de-carro

Um fusível é construído para ser a parte frágil de um circuito elétrico, interrompendo a passagem da corrente elétrica antes que qualquer dano possa ocorrer em outra parte do circuito. Ele é normalmente feito de um fio com baixo ponto de fusão, como os feitos com ligas metálicas de estanho ou chumbo, preso entre dois pontos, que geralmente são os de contato com o suporte do fusível.

Quando um fusível entra em ação, o seu fio derrete (se funde), interrompendo a corrente elétrica que estava passando por ele, desligando assim, o fornecimento elétrico do circuito.

Como ele é apenas um elemento de ligação, poderíamos, por exemplo, substituir um fusível de 5A por outro de 10A que cumprirá o papel de ligação e funcionamento do circuito, mas quando sua corrente elétrica ultrapassar o valor recomendado para o trabalho, que é de 5A, o fusível não responderá e o estrago pode acontecer em outra parte mais cara do circuito.

Nas instalações elétricas residenciais, os fusíveis foram substituídos pelos dijuntores que, apesar de mais caros, podem ser reutilizados. Esta substituição foi gradual e recomendada por norma técnica, mas ainda encontramos casas, longe das cidades, que ainda usam os fusíveis de cartucho de papel e os de suporte cerâmico com rosca.

Os dijuntores têm um sistema de proteção é termo-magnético, o que permite que haja uma proteção por sobrecarga e por surto de corrente elétrica.

sobrecarga: é quando a quantidade de aparelhos elétricos ligados em uma casa, por exemplo, é maior do que a recomendada para a capacidade de trabalho de seus fios ou tomadas.
surto de corrente elétrica: é quando acontece momentaneamente ou por alguns segundos, uma corrente elétrica muito alta. Por exemplo, quando é ligada a máquina de lavar roupa ou quando liga a geladeira.
Estes surtos geralmente não têm potência suficiente para desarmar o dijuntor ou queimar o fusível.

fusivel-nh

Os dijuntores são usados em circuitos de potência médias, ou seja, não muito grandes e nem muito pequenas, pois nestes dois casos o preço do dijuntor e o aumento da complexidade do circuito geralmente não são bem vindos.

Fusíveis embalados em cerâmica são freqüentemente usados para proteger instalações industriais ligadas a 220, 380 ou 440 Volts. Já os aparelos eletrônicos, como as tevês e aparelhos de DVD, geralmente vêm com fusíveis de vidro, que são mais adequados à redes elétricas de 127V.

potência elétrica: é o quanto de energia elétrica por segundo um determinado aparelho consome. Por exemplo: Em uma casa podemos tem um chuveiro de 5400 Watts, uma tevê de 150 Watts e um aparelho de microondas de 500 Watts.
energia elétrica: é a medida que usamos para vermos quanto é produzido por uma usina hidrelétrica, ou quanto temos de pagar no final do mês pela conta-de-luz. A medida usada nas contas-de-luz é o kilowatt-hora, ele é equivalente a 11 minutos do chuveiro ou a 6 horas e 40 minutos de uso da tevê.

Outros elementos protetores são geralmente usados junto com os fusíves, como o varistor de óxido metálico, o filtro magnético anti-surto, o centelhador e o capacitor. Todos este elementos são protetores de sobre-tensão. Além disto, não é incomum a utilização de lâmpadas neon como redutores de surtos provocados por circuitos eletrônicos de potência.

A proteção dos motores elétricos geralmente é feita por contatores com relés térmicos que detectam correntes maiores do que as recomendadas para o trabalho destes motores, desligando o contator.

contator: é um relé de alta potência e é tipicamente usado com as três fases da rede elétrica.
O que faz os contatores bons para o acionamento de motores elétricos é sua proteção contra faiscamentos dos seus contatos.

No caso dos circuitos eletrônicos, os elementos protetores mais comuns são os diacs, os diodos zener e os sensores térmicos. Além disto, os resistores com medidas muito grandes, da ordem de megaohms, e os muito pequenos, da ordem de alguns ohms, são freqüentemente usados como elementos de proteção. Mas estes circuitos podem ter outras tantas formas de proteção como os limitadores de corrente, por exemplo.

direito-de-viver-hc-de-barretos
Doe para o HC de Barretos

Início das Aulas da Uniara

Uniara informa que o início das aulas para os calouros de todos os cursos, exceto para os de Medicina, será no dia 29 de fevereiro.

Veja em Aulas para os Calouros.







desde-05-03-2008 rss-icon
diga-nao-ao-ms-internet-explorer
Melhor com
Firefox ®
download-firefox-4

centenario-fm-tabatinga uniara-fm-araraquara antena-1-fm itaquere-fm-nova-europa
radio-107,7fm-itapolis